Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

O Ser e o Tempo da Poesia, de Bosi, na Fábula de Fogo, de Gilberto Mendonça Teles

Imagem
As palavras “ser” e “tempo”, utilizadas por Alfredo Bosi em sua obra, constituem-se em um verdadeiro jogo criativo da inteligência em movimento, alerta e sensível, no espaço que vai do geral ao particular; dos parâmetros da essência às formas de sua atualização histórica; do ser ao tempo da poesia. O ser da poesia, a imagem que “busca aprisionar a alteridade estranha das coisas e dos homens”; o som no signo, “a figura do mundo e a música dos sentimentos” recuperadas via linguagem; o ritmo da frase do discurso poético, “imagem das coisas e movimento do espírito”; esses são conceitos que Bosi nos transmite de forma brilhante. Alfredo Bosi é um grande divulgador das idéias estéticas do filósofo italiano, Giambattista Vico, que foi uma mente poética em tempos analíticos e investigou o ser da Poesia, em termos de linguagem, numa abordagem antecipadoramente estrutural.


Ao abranger o tempo da poesia, Vico, analisa a resposta dos poetas ao estilo capitalista e burguês de viver, desde “o autis…

O Que é Poesia - Fernando Paixão

Imagem
Este resumo faz parte de uma avaliação do curso de Verão, Literatura Brasileira I. Juntamente com minha colega Silvânia Sousa Lima, procuramos neste resumo entender o que é poesia, conforme a visão brilhante do poeta Fernando Paixão.

Como o uso da subjetividade se tornou essencial para a criação e inovação da poesia? O que é mais importante para o poeta? Como o poema pode se tornar uma fonte de prazer? e por fim, porque há tantas dificuldades, hoje, para se entender a poesia moderna? Estas são perguntas que procuraremos responder neste resumo.

_______________________________________________

“Um poema começa com um nó na garganta.” (Roberto Frost)






Fernando Paixão, em seu livro “o que é poesia” diz que a “poesia se caracteriza essencialmente pelo uso criativo e inovador que se faz das palavras, expressando a subjetividade”.

Em outras palavras, Paixão mostra o relacionamento entre a linguagem e a sociedade, analisa também a função do tempo, a poesia e o seu ritmo, a imagem poética e o p…