quarta-feira, 16 de março de 2011

O Dourado dos Seus Olhos, Colorindo o Preto e Branco.

O Sonho Dourado


Pela lente dos teus olhos
vejo no alto cume da estremecida montanha
um grande clarear
dourado do sol.

Mas a luz dos teus olhos pousados
resiste a luz dos olhos meus
em uma ânsia louca de me provocar
e me atira para o lado como se faz com qualquer um.

Então o dourar do mundo
se torna obsessão para os pequenos olhos de criança
que olha com admiração o mundo se tornando seu.

E segue vaidosa, reconfigurando a anatomia dos mortais
como uma borboleta atirando às turbas
o pó dourado de suas asas.

Neste eterno irradiar de luz
faz a gente pensar...
Pensar na vida,
Pensar no sonho,
E desejar pra sempre estar em um sonho dourado..

2 comentários:

  1. Silvon, esse poema é seu?
    Porque, nossa, WAU, ele é muito bom.
    Gostei especialmente dessa estrofe

    "Então o dourar do mundo
    se torna obsessão para os pequenos olhos de criança
    que olha com admiração o mundo se tornando seu."

    ResponderExcluir

Valeu! Sua presença é Bem Vinda!

VIGIAR E PUNIR. MICHEL FOUCAULT. RESENHA

Michel Foucault Vigiar e punir – Nascimento da prisão FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir : nascimento da prisão; tradução Raquel Ramalh...