Busco o Silêncio dos teus Beijos.

Quem me dera toda vez que fechar os olhos
Ganhar um beijo seu.
É que o seu beijo tocou não só os meus lábios,
Mas também o meu coração.
Quero o silêncio para esquecer sua voz,
Lembrando-me sempre do tempo em que um beijo
Calava a nossa voz,
E que o silêncio queria dizer
Eu Te Amo.

Vem de volta pro futuro,
Vem de novo deixar os meus lábios mudos
Sem nada dizer, querendo que o nosso
Silêncio acorde meio mundo.

En El silencio de mi habitácion
Yo no puedo olvidarte.
No silêncio do meu quarto
Ainda sinto o murmúrio de tua voz
Que me faz acumular dissabores.

Todo verso que componho vem na forma de lágrima
Que busca no silêncio a melhor resposta,
Que quer esquecer o tom da tua voz,
O seu jeito de falar,
O seu sorriso lindo,
Buscando forças nas poesias de Dalai Lama.

Uso meus ouvidos para escutar boa música,
Para estimular o silêncio mais completo,
Para ouvir o silêncio do último beijo
Que me roubou o fôlego.

É difícil sorrir quando se quer chorar,
É impossível esquecer quando se quer lembrar.
Agora te conheço como pessoa real
Dando voltas e mais voltas em meus sonhos.

Gostar de alguém é função do coração,
Mas esquecer não é função de nenhum órgão.
Todos juntos ansiosamente pensam no futuro
Para esquecer-se do presente
E vivem na esperança de que o sentimento
Que um dia uniu nossos lábios
Possa voltar ao começo.

Não quero te esquecer,
Não quero que me esqueça.
Seguro o seu rosto com as duas mãos
E tasco-lhe um beijo
Para que seus lábios emudeçam
E fique somente o silêncio
Dizendo em alto Tom: Eu te Amo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Propostas de Exercícios do livro "O Cortiço".

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da Educação. São Paulo: Moderna, 1996. pp. 14-76. (Fichamento e Resenha)

LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1990. (Fichamento e Resenha)