Coração me desculpe!

Coração
Me desculpe esse meu jeito.
Perdoe-me por ser sempre
Tão racional.
Perdoe-me por não achar
Que o céu seja azul.
Perdoe-me por não conseguir
Ver as flores do jardim.
Me desculpe esse meu jeito
Coração.

Coração
Me desculpe esse meu jeito.
Perdoe-me por querer
Ficar sempre no chão.
Perdoe-me por não ter
Coragem de viver.
Perdoe-me por não ter
O mesmo querer que você.
Me desculpe esse meu jeito
Coração.

Coração
Me desculpe esse meu jeito.
Perdoe-me por ter tanto
Medo de sofrer.
Perdoe-me por não deixar
Você sangrar.
Perdoe-me por não ter
Quem você quer ter.
Me desculpe esse meu jeito
Coração.

Coração
Me desculpe esse meu jeito.
Perdoe-me por esse amor
Prevenido.
Perdoe-me por esse amor
Vacinado.
Perdoe-me por negar
A quem você disse sim.
Me desculpe esse meu jeito
Coração.

Coração
Me desculpe esse meu jeito.
Perdoe-me por eu não achar
Que o mundo seja perfeito.
Perdoe o meu jeito sério
E às vezes bobo.
Perdoe esse meu jeito desolado
Perdido nas lembranças.
Me desculpe esse meu jeito
Coração.

Por: Silvon Alves Guimarães
http://www.silvonguimaraes.blogspot.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Propostas de Exercícios do livro "O Cortiço".

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da Educação. São Paulo: Moderna, 1996. pp. 14-76. (Fichamento e Resenha)

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. IN: Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico. Campinas, SP: Papirus, 1995. (Fichamento e Resenha)