quarta-feira, 7 de março de 2012

UFG/Jataí recepciona Calouros

Como demonstração da satisfação da Universidade Federal de Jataí – Campus Jataí em receber os calouros, foi organizado no Centro de Cultura e Eventos Dom Benedito Domingos Cóscia, uma caloroza recepção, como parte da semana cultural, denominada por alguns como “Calourada”. Esse evento ocorreu no dia 29 de fevereiro, e contou com as presenças de alunos, professores e tecnicos.

A primeira atração da noite foi um show com a “Banda Ideologia”, que tocou rock and roll Brasil dos anos oitenta, com músicas de compositores conhecidos do público, como Raimundos, Cazuza, RPM, Legião Urbana e Jota Quest. Com isso conseguiram conquistar os presentes.



A Cerimônia contou com a presença, na mesa, da direção do Campus e sua apresentação, seguida então pela fala do Diretor do Campus e do representante dos alunos.




Fora da programação inicial, tivemos a apresentação de uma dupla que toca Sertanejo Universitário. Que apresentou como música final a coqueluche do momento, “Ai se eu te pego”, de Michel Teló.


Seguindo a programação tivemos a palestra do Dr. Ole Peter Smith – IME/UFG. O Professor tentou dar uma motivação para que os calouros percebessem que são importantes para o sistema universitário e devem aproveitá-lo ao máximo, pois estes com certeza serão os melhores anos de suas vidas. É claro que as ideologias atrapalharam um pouco a fala do ilustre professor, que conseguiu transformar um momento de celebração, em ocasião de protesto e de apelos, que para os calouros não fizeram muito sentido, dando a impressão de que havia uma confusão e falta de objetividade na fala do professor.
Como apresentação final tivemos o “Grupo de Dança Corpore”, que há meu ver foi a melhor apresentação da noite. Acho que perdemos, quando os programadores reservaram espaço para apenas uma dança do grupo. Aliás, os organizadores não se interaram da importância do grupo de dança, que é um projeto da UFG. Esta falta de interação começou por não conseguirem pronunciar o nome corretamente. Fica ai um incentivo pra se organizar mais apresentações com esses artistas locais, que são de alta qualidade.






A Conquista dos calouros é um motivo de orgulho, para as famílias, para os professores, para os funcionários da UFG e para todos os graduandos. Parabéns Calouros!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu! Sua presença é Bem Vinda!

VIGIAR E PUNIR. MICHEL FOUCAULT. RESENHA

Michel Foucault Vigiar e punir – Nascimento da prisão FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir : nascimento da prisão; tradução Raquel Ramalh...