Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

Paixão e Desejo – O Amor Eterno... Enquanto Dure

Imagem
O que você faria se si confrontasse com uma cena destas? Agiria de modo indiferente, como se esta cena fosse costumeira do dia-dia, ou até mesmo fizesse parte da paisagem?
Qual a sua reação ao olhar esta foto? Desperta em você sentimentos de nostalgia? Ou só consegue pensar que talvez esse casal esteja obstruindo a passagem de pedestres apressados com seus afazeres diários que os consome miseravelmente...
Para os românticos essa é uma cena perfeita, um lindo casal em público, várias testemunhas, a paisagem exuberante da Paris dos anos 1950, a névoa, o movimento, o frio, tudo que se precisa para uma demonstração do amor eterno enquanto dure... Para os cépticos uma montagem, uma tentativa de resgate de algo que não mais existe, ou que talvez nem tenha existido.
Contrariando os românticos, como eu, que preferem pensar que os amantes foram captados, pela lente fotográfica, de surpresa, em seu momento de paixão, lamento informar que na verdade, a fotografia foi encenada. Françoise Bornet e o…

Amor a Primeira Vista

Imagem
No instante em que te vi senti que você estava tão só quanto eu. Éramos dois caminhos que se cruzam por acaso em uma rua qualquer. Dois espíritos que vagam sem um lugar do qual possam descansar. Dois solitários que foram separados por um efêmero cristal. Dois que pediam, ou melhor, gritavam para ser um.

Seus olhos de pestanas largas não expressavam nada e eu não disse nada. Ficamos com um enorme vazio interior, uma escuridão etérea, conformada, de nitrogênio, oxigênio e argônio. Apesar de tudo, senti que olhavas em meu intimo, que buscavas meus olhos para descansar-te neles, para que eles te servissem de faróis para iluminar tua senda. Reclamavas minha atenção, com tua boca entreaberta de sedosos lábios pintados de vermelho carmim, com seu nariz fino que adornava seu rosto oval, com sua pele, suave e branda, desejando a fundição com minhas mãos grandes e torpes dedos.

Senti no estomago uma revoada de mariposas e um calafrio sulino subiu por minha espinha dorsal. Imaginei aconchegando-te …